donna taca

Donna Taça é destaque em reportagem publicada pela revista eletrônica NIT

O tratamento exclusivo que a Donna Taça está a dar ao vinho, em Portugal, foi destaque na revista eletrônica NIT. Em matéria publicada recentemente, a conceituada publicação registrou a vista que fez à Donna Taça.
A publicação destacou ainda a escolha do nome Donna Taça. “O nome do bar foi escolhido para colocar em evidência a participação cada vez maior das mulheres no mercado dos vinhos”, escreveu.
Como destacado pela revista NIT, a gestora da loja, a empresária Fernanda Araujo Rosa, há mais de 10 trabalha com a exportação de vinhos. A loja foi planeada para apresentar o vinho de uma maneira descomplicada, ou seja, a Donna Taça é um sítio onde é possível apreciar, com calma, vários vinhos, alguns deles com exclusividade – a copo ou à garrafa, portugueses ou internacionais. “Temos vinhos que são verdadeiras relíquias que custam 8€ ou 10€. São de pequenas produções que respeitam as castas, o clima e que não encontra em supermercados”, assegurou Fernanda Rosa à NIT.
Para que o atendimento tenha coerência com a proposta da casa, de proporcionar um tratamento especial ao vinho, toda a equipa do Donna Taça recebeu formação da Wine & Spirit Trust (WSET), um instituto que tem centros de formação e ensino por todo o mundo e que faz cursos e qualificações em vinhos e espirituosos.
Outro ponto que chamou a atenção da NIT foi a Galeria de Arte permanente, criada pela Donna Taça para dar espaço a artistas portugueses e internacionais de exporem suas criações. “Aqui tudo é negociável, até as obras de arte nas paredes. O espaço tem uma parceria com novos artistas e expõe as suas obras durante um mês. A cada trinta dias, muda a exposição”, destacou a revista eletrônica.
O Donna Taça tem capacidade para 110 pessoas e uma cave que pode ser reservada para eventos privados. O novo projeto da Rua do Telhal não pode ser, contudo, considerado um restaurante. Há 50 vinhos a copo, várias garrafas e petiscos para acompanhar cada uma das referências.
Carrega aqui para ler a matéria em sua íntegra.

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Close Menu